Turismo na Itaipu tem o propósito de proporcionar experiências, aliando lazer e aprendizado

Proporcionar aos visitantes uma experiência agradável e inesquecível é um propósito do Complexo Turístico Itaipu (CTI). Suas atrações recebem, anualmente, mais de 520 mil visitantes interessados em sair de suas rotinas, explorar lugares e conhecer histórias, pessoas e culturas. Mas, muito além do lazer e da diversão, esses turistas encontram aqui uma interessante oportunidade de aprendizado e de vivências.

 

Nos últimos 10 anos, os atrativos da Itaipu receberam cerca de 4,5 milhões de visitantes. Somente em 2016, foram atendidos turistas de 144 países. Para se ter uma ideia da importância desse número, no mundo existem hoje 193 países, segundo a Organização das Nações Unidas - ONU. O CTI oferece sete opções de passeios, todos acompanhados por guias aptos a passar orientações e informações nos idiomas português, inglês e espanhol. Algumas das visitas são guiadas por ex-barrageiros - trabalhadores que construíram a usina - que compartilham suas memórias, humanizando e trazendo emoção aos passeios.

 

A cooperação entre Brasil e Paraguai, a gestão compartilhada, o contexto histórico da construção da barragem, os desafios humanos, energéticos e diplomáticos, os impactos gerados e as ações de responsabilidade socioambientais promovidos pela binacional são alguns dos conceitos conhecidos durante os passeios. “O tamanho das estruturas e o volume de energia produzida impressiona. Mas também foi muito curioso conhecer a dinâmica de funcionamento da usina, a integração entre técnicos brasileiros e paraguaios, as estratégias para distribuição de energia aos dois países; o fato de ser um território nem brasileiro e nem paraguaio. Enfim, foi um passeio muito interessante”, avaliou a visitante Mariluza Beck, do Rio Grande do Sul.

 

Cada atrativo do Complexo busca atender públicos e objetivos distintos, porém partilhando a premissa de proporcionar experiências únicas. “A usina já impressiona por sua grandiosidade, mas trabalhamos para encantar o visitante oferecendo experiências. É a experiência de estar na maior hidrelétrica do mundo; de poder entrar na usina e entender sobre seu funcionamento; de conhecer tecnicamente como se dá a geração de energia. Focamos na satisfação por meio da vivência que eles têm aqui”, explica o gerente do CTI, Yuri Benites.

 

O sentimento de contentamento compartilhado pelos turistas desperta o interesse de novos viajantes. “Temos 90% de satisfação nas pesquisas de avaliação da qualidade e também fomos certificados pelo TripAdvisor, que conceitua os atrativos de acordo com avaliações dos visitantes”, lembra Yuri.

 

A Visita Panorâmica é a atração mais procurada, representando 70% do movimento de turistas. Nela, é possível ver a usina a partir de diversos ângulos, com vista privilegiada do vertedouro e do lago, passando pelo topo da barragem e pelos condutos forçados. Para conhecer o interior da usina, a opção é o Circuito Especial, passeio que permite chegar até o rotor de uma turbina em pleno funcionamento e conhecer a sala de controle de Itaipu, onde a produção de energia é monitorada.

 

No período da noite, a barragem é iluminada por 747 refletores e 112 luminárias, e uma trilha sonora embala, em perfeita sincronia, o acendimento das luzes, proporcionando um espetáculo que surpreende. Para aqueles que desejam conhecer mais detalhes sobre a história da região, o Ecomuseu possui um grande acervo. O espaço recria cenários, apresenta fotos, objetos e relatos da época da construção. O museu ainda traz para a cidade exposições itinerantes, com obras de autores nacionais e internacionais.

 

O complexo oferece ainda outras possibilidades, como conhecer sobre astronomia e observar corpos celestes por meio de um telescópio; navegar pelas águas do Lago de Itaipu; e ter contato com a fauna e a flora local na unidade de proteção, onde o visitante é convidado a plantar uma árvore e contribuir com um projeto de reflorestamento. “Vim esperando ser surpreendida, porém foi muito mais do que eu esperava. Com uma obra deste tamanho, é incrível pensar até o onde o homem pode chegar”, declarou a visitante Danielle Penzut de Carvalho, de Minas Gerais.

 

A Visita Panorâmica é a atração mais procurada, representando 70% do movimento de turistas.

 

Gratuidade para moradores

Moradores dos municípios da região trinacional, lindeiros ao Lago de Itaipu e ao Parque Nacional do Iguaçu têm isenção de ingressos para conhecer a maioria dos atrativos. “Essa política busca manter uma aproximação com os moradores locais, proporcionado uma alternativa de entretenimento e lazer”, destaca Yuri. A gratuidade abrange quatro cidades paraguaias; quatro argentinas e 26 brasileiras.

 

Turismo sustentável

Os turistas que visitam os atrativos da Itaipu ajudam a financiar pesquisas e iniciativas que contribuem com o desenvolvimento sustentável do território. Desde 2007, o Parque Tecnológico Itaipu é responsável pela operação e gestão do Complexo Turístico Itaipu (CTI). Assim, além de investir na qualidade dos serviços oferecidos aos visitantes, o CTI destina parte dos recursos arrecadados com a venda de ingressos para ações voltadas à educação, ciência, tecnologia, inovação, cultura e empreendedorismo. Esse modelo de gestão foi premiado pela Organização Mundial do Turismo (OMT), com o Prêmio de Excelência e Inovação do Turismo.